Lauro de Freitas articula incentivo à economia solidária para gerar renda e inclusão social


Representantes da Rede Nacional de Gestores de Políticas Públicas de Economia Solidária foram recebidos nesta quarta-feira (24) na Secretaria de Trabalho, Esporte e Lazer (Setrel) de Lauro de Freitas, para discutir a inserção do município na pauta de articulação dessa alternativa de renda.

“Esse momento trata-se da intenção de Lauro de Freitas em compor a Rede, buscando apresentar ao nosso município políticas públicas estruturantes, no que tange a economia solidária e a geração de renda”, ressaltou o secretário da Setrel, Uilson de Souza.

Sandra Faé, articuladora da Rede, André Ferreira, que representa a Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) executora no Estado para fomento e desenvolvimento da economia solidária, e a equipe do Departamento de Renda da Setrel participaram da reunião.


A pasta municipal destacou os projetos de políticas públicas vinculadas à economia solidária e as possibilidades de execução de seminários e oficinas que apresentem à cidade as oportunidades de geração de renda e desenvolvimento social através de unidades produtivas próprias, organizações associativas por modalidade, empreendimentos econômicos solidários e incubadoras públicas.

A economia solidária surgiu como alternativa de geração de renda com inclusão social. É uma atividade cujos modelos mais conhecido são as cooperativas e associações. Ganham espaço, no entanto, os grupos de produção e clubes de troca com atividades que vão da produção de bens, prestação de serviços, finanças solidárias e comércio justo ao consumo solidário.


Share on Google Plus

About Marcinho do Saiunoblog

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.