Diante da crise econômica e política, o presidente da Fieb admite ano abaixo da média, mas mantém otimismo para indústria

Foto: Júlia Vigné / Bahia Notícias

O presidente da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), Ricardo Alban, admitiu que os resultados do estado neste ano estão abaixo da média em comparação com o restante do país. No evento em comemoração ao Dia da Indústria, nesta quinta-feira (25), ele reconhece que este momento não é para comemorar com entusiasmo, mas dedicou a data aos "colaboradores da indústria e aos empresários" pelo esforço empreendido. "O primeiro quadrimestre de 2017 ainda mostra uma performance muito abaixo da média da indústria brasileira", analisou Alban, citando as férias coletivas da Ford e a parada de refinarias como fatores para o desempenho abaixo do esperado. "Mesmo assim, fazendo essa sazonalidade, verificamos que ainda não está o comportamento desejado", concluiu. Por outro lado, o presidente da Fieb avalia que o país pode estar perto de iniciar um novo ciclo econômico para retomar o crescimento. "Há dez dias, muitos dos nossos agentes econômicos, muitos dos nossos formadores de opinião, achávamos que esse ciclo poderia estar mudando neste momento", comentou. Durante o evento em homenagem ao Dia da Indústria, Alban também fez uma avaliação histórica da indústria na Bahia. “Nós tivemos sempre na história de industrialização da Bahia um processo altamente concentrado, desde a época do cacau", afirmou, citando também fases em que predominaram o Polo Petroquímico e, mais recentemente, as energias renováveis. Para Alban, a Bahia agora pensa e busca "novos vetores de crescimento".
Fonte: Bahianotícias


Share on Google Plus

About Marcinho do Saiunoblog

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.