IDENTIFICADAS AS MULHERES QUE MORRERAM NO AVIÃO COM TEORI

Foto de capa: Reprodução/Facebook

Da revista Fórum – A queda de avião que matou o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, na tarde de ontem (19), ainda teve como vítimas o empresário Carlos Alberto Filgueiras, dono da aeronave, e o piloto, Osmar Rodrigues. As duas passageiras que, até então, não tiveram seus nomes revelados são a massagista Maíra Panas e sua mãe, Maria Hilda Panas. Nenhuma delas sobreviveu.

Ambas seriam da cidade de Juína, no interior do Mato Grosso, e as mortes foram confirmadas pela imprensa local. Maíra trabalhava no hotel Emiliano, pertencente a Carlos Alberto, e morava em São Paulo há dois anos. Era considerada amiga e funcionária de confiança do empresário. A viagem para Paraty (RJ), onde o acidente ocorreu, foi um presente de aniversário para a mãe da moça, comemorado no último dia 15.

Nas redes sociais, amigos lamentaram o falecimento de Maíra, que também era dançarina e modelo. De acordo com testemunhas, ela ainda foi vista com vida no mar e pediu socorro, mas não conseguiu ser retirada dos escombros a tempo. O avião, de modelo Beechcraft C90GT, de pequeno porte, saiu do aeroporto Campo de Marte, em São Paulo, e caiu por volta das 13h30 perto de Ilha Rasa, a poucos quilômetros da pista de pouso.

Leia, ainda, reportagem do Mídia News sobre as mulheres que faleceram no acidente:

Parente afirma que mãe e filha de MT embarcaram no avião

Cunhado disse que viagem era um presente para mãe e filha, que mora em São Paulo

Maria Penas e Maíra Penas (detalhe) estariam entre as vítimas do acidente
JAD LARANJEIRA e CAMILA RIBEIRO DA REDAÇÃO 

Duas mulheres de Mato Grosso - mãe e filha - podem estar entre as vítimas da tragédia ocorrida no início da tarde desta quinta-feira (19), que vitimou o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavaski.

As vítimas seriam a professora Maria Hilda Panas e sua filha, Maíra Panas. As duas são de Juína (735 Km a noroeste de Cuiabá). 

Maíra Panas é massoterapeuta do empresário Carlos Alberto Fernandes Filgueiras, dono do Hotel Emiliano, uma das vítimas do acidente.

Conforme o jornal Folha de S. Paulo, o corpo de uma das mulheres que estavam no avião já foi levado ao IML (Instituto Médico Legal) de Angra dos Reis (RJ), onde deve ser reconhecido por parentes.

As buscas pelas vítimas foram encerradas na madrugada desta sexta-feira (20) e retomadas logo no início da manhã. Os mergulhadores ainda tentam resgatar outros dois corpos.

Ao MidiaNews, o genro e cunhado de Maria Hilda e Maíra Panas, Heriton Guarienti, afirmou que os familiares têm quase certeza que as duas mulheres que estavam na aeronave são mesmo elas.
Maíra Panas é de Júina, mas morava há dois anos em São Paulo; viagem para Paraty foi presente 

Ele explicou que a sogra havia viajado de Juína para São Paulo para comemorar o aniversário da filha Maíra, que mora na capital paulista há dois anos. 

“Minha esposa [irmã e filha das supostas vítimas] está muito abalada com a notícia. O último contato que a gente teve com elas foi um pouco antes de embarcar no avião. Depois não tivemos mais notícias. Então tudo indica que são elas, sim”, disse.

O familiar diz que a viagem para Paraty foi um presente de Carlos Filgueiras para comemorar o aniversário de Maria Hilda.

“Ela foi passar o aniversário com a filha em São Paulo e o dono do hotel quis presenteá-la, bancando a viagem das duas a Paraty. Foi um presente”, contou.

Heriton ainda diz que os parentes estão aguardando o Corpo de Bombeiros encerrar o resgate para providenciar a ida dele e da esposa ao local para fazer confirmação dos corpos.

Tristeza

Mesmo sem a confirmação oficial de que Maria Hilda e Maíra estão entre as vítimas, nas redes sociais, amigos e familiares já lamentam a tragédia.

“Descanse em paz. Vivemos tantas coisas, tantos momentos, brigamos muito, mas rimos muito mais!!! [...] Vivemos uma vida como era para ser vivida. Que Deus lhe acolha, fará muita falta. Descanse em paz. Serás sempre a minha companheira de Dança”, escreveu o amigo, Rodrigo Busnelo Cigerza, que ainda postou uma foto ao lado de Maíra.

“Inacreditável”, lamentou Roseli Cardoso.

A irmã de Maria também deixou uma mensagem em uma foto de sua sobrinha: “Triste realidade. Minha irmã Maria Hilda Panas e sobrinha Maira Maíra Panas. Coração partido”, escreveu, Rose Panas. 

Ainda em sua página pessoal a jovem demonstrava muita paixão por viajar.
Share on Google Plus

About Marcinho do Saiunoblog

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.