LAURO DE FREITAS: MANIFESTANTES ACUSAM PM DE "AGRESSÃO" E "USO EXCESSIVO DA FORÇA"; VEJA O VÍDEO

O Sindicato dos Trabalhadores Municipais da Educação de Lauro de Freitas, que protestam desde às 4h30 na altura do Portal da Cidade, acusam à Polícia Militar de “agressão” e “uso excessivo da força” durante o início da manifestação.


Segundo a assessoria da ASPROLF, os militares utilizaram bala de borracha, além de bombas de efeito moral para dispersar os manifestantes da via. Em nota encaminhada à imprensa nesta última quinta-feira (28/4), a ASPROLF convocava as categorias para “fechar as duas pistas da Estrada do Coco, na altura do Portal da Cidade”.

Já a PM, por sua vez, informara ainda ontem, que “atuaria para garantir o direito de ir e vir, consagrados na constituição”. Hoje, logo após o ocorrido, a corporação voltou a se manifestar sobre a situação em Lauro de Freitas.

“Os policiais militares negociaram para que pessoas não perdessem o voo, mas como os manifestantes não respeitaram os argumentos e resistiram em liberar a via a PM desobstruiu a via.  Não houve disparo de elastômero (bala de borracha). Após nova negociação, os manifestantes concordaram em fazer bloqueios intercalados no local”.

Fonte aratu
Share on Google Plus

About Ana Lúcia Leal da Silva

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.