PROJETO PRAIA ACESSÍVEL RECOMEÇA EM VILAS E PODE SER AMPLIADO PARA BURAQUINHO E IPITANGA


A orla de Lauro de Freitas vai receber toda semana uma turma muito animada e disposta a curtir a natureza. O Projeto Praia Acessível, iniciativa pioneira da Prefeitura de Lauro de Freitas voltada para pessoas com deficiência motora, auditiva e intelectual, ou com mobilidade reduzida, foi aberto neste sábado (18) na praia de Vilas do Atlântico, mas já tem planos de expansão para Buraquinho e Ipitanga.

O diretor do Departamento de Pessoas com Deficiência, Caio Amorim, informou que o projeto estava parado, mas com a nova gestão as expectativas são as melhores. “Estamos felizes. Hoje retomamos o projeto e estamos bem oti-mistas, pois temos todo apoio da prefeitura”, afirmou Caio.

O Praia Acessível possibilita o banho de mar, além de outras atividades esportivas, à pessoas com dificuldade de mobilidade. Estão disponíveis três cadeiras anfíbias para o banho de mar assistido que é feito com ajuda de monitores voluntários da Faculdade Maurício de Nassau. Além disso, os beneficiários do projeto podem jogar bocha, vôlei sentado e surf adaptado.

Gilberto Silva estava ansioso para tomar o banho de mar depois de quatro a-nos, quando sofreu um acidente que o deixou paralítico. “Estou tenso, mas sei que vai ser uma experiência maravilhosa. Já tem quatro anos que não tomo banho de mar”, revelou o jovem. Após o banho Gilberto disse que estava muito feliz e que voltaria mais vezes. “Foi inesquecível. Parece que nasci ontem e vim à praia hoje, foi como se fosse a primeira vez. Indescritível,” declarou Gil-berto.

Além do público que já frequenta a praia de Villas do Atlântico, o retorno do projeto levou ao local famílias que tem filhos com dificuldade de locomoção e idosos da Associação Ester Lar para desfrutar das atividades oferecidas pela iniciativa.

O secretário de Planejamento, Mauro Cardim, também prestigiou o evento e revelou que estava fazendo um estudo do local para deixar a orla mais acessível. “Vamos implantar um projeto de acessibilidade não só para a orla, mas pra todo município. Começaremos com a reforma da orla e daremos continuidade em toda a cidade com a construção de rampas de acesso, piso tátil e ciclovias, entre outros elementos”, afirmou Cardim.

O secretário de Juventude, Felipe Magalhães, disse estar muito satisfeito com o resultado do projeto “O objetivo da secretaria é estar próximo da comunidade e o Praia Acessível contribui neste intuito. Queremos ampliar as opções de lazer para este público”, pontou Felipe.

A Secretaria de Juventude, Igualdade Racial e LGBT é responsável pela execução do Paria Acessível por meio do Departamento de pessoa com Deficiência.




Share on Google Plus

About Marcinho do Saiunoblog

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.