FAMÍLIA ACUSA GUARNIÇÃO DA POLÍCIA MILITAR DE TER MATADO RAMON, POLÍCIA DIZ QUE HOUVE CONFRONTO

Ramon Henrique foi morto a tiros
(Foto: Reprodução)

A família do marceneiro Ramon Henrique de Jesus Santos, 32 anos, acusa policiais militares de o confundirem com um assaltante e matá-lo no meio da rua, no bairro de Itinga, em Lauro de Freitas, nesta quinta-feira (2). Segundo a família, Ramon tentou conter dois assaltantes que tinham roubado o restaurante de sua mãe momentos antes da morte.

Segundo o pai de Ramon, José Mário dos Santos, 53, o filho estava trabalhando quando viu os dois assaltantes saindo do restaurante da mãe, a poucos metros do local onde trabalha. Ele ligou para um amigo, e, juntos, foram tentar localizar os suspeitos.

O amigo de Ramon estava armado e conseguiu conter os dois suspeitos, colocando-os no chão. Uma viatura da 81ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Itinga) estava passando pelo local e foi informada de que tinha acontecido um assalto na região.

Segundo José Mário, ao chegar ao local, os policiais encontraram o amigo de Ramon apontando a arma para os assaltantes, que estavam deitados no chão. Ele colocou a arma no chão e levantou os braços, assim como Ramon. Depois disso, segundo a família, os policiais dispararam em direção aos dois.

Ramon foi atingido por sete disparos e o amigo, com um tiro de raspão na cabeça. Uma moradora abraçou o amigo de Ramon e gritou avisando que eles eram moradores e não os suspeitos. Depois disso, os policiais os levaram para o Hospital Menandro de Farias, mas Ramon não resistiu.

"Estou revoltado com a polícia. Eles colocaram a mão pra cima, estavam desarmados. Ele se rendeu. Por que atiraram? Não entendo. Tem muitos policiais que trabalham certo, outros são assassinos", afirmou o pai de Ramon.

Suspeitos
Em nota, a Polícia Militar informou que a viatura tinha recebido uma denúncia de que dois homens armados estavam em um carro Ônix branco, fazendo assaltos no loteamento Jardim Pérola Negra.

"A guarnição foi ao local informado e avistou um dos homens com arma em punho, na companhia do comparsa abordando dois jovens no solo. Ao avistarem os policiais, os dois fugiram no veículo citado e dispararam contra a guarnição, que revidou. No confronto, um dos criminosos foi alvejado e socorrido ao Hospital Menandro de Farias, mas não resistiu. O segundo indivíduo foi preso e conduzido à 27ª delegacia", diz a nota.

Ainda de acordo com a PM, na ação foram apreendidos uma pistola, um carregador e 11 munições calibre 40, além do veículo Ônix roubado, um aparelho celular e R$ 102 em espécie.

Ramon era casado e tinha dois filhos. O pai dele, José Mário, informou que vai fazer uma denúncia na Corregedoria da Polícia Militar.

Fonte: Correio da Bahia
Share on Google Plus

About Marcinho do Saiunoblog

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.