VITÓRIA GOLEIA FIGUEIRENSE E ABRE VANTAGEM SOBRE INTER

A torcida rubro-negra aproveitou a chuva que caiu no Barradão na tarde deste domingo, 20, para lavar a alma na briga contra o rebaixamento da Série A. Jogando bonito, o Vitória aplicou uma goleada de 4 a 0 sobre o Figueirense, com gols de todos os seus atacantes, rebaixando o adversário de forma antecipada para a Série B.

O capitão Willian Farias abriu o placar com um golaço no 1º tempo, aos 22 minutos. Depois de um breve momento de sufoco, o Leão chegou à goleada na etapa final: Zé Love ampliou com menos de um minuto, Kieza acabou com o seu jejum de gols aos 11 e Marinho, artilheiro da equipe na Série A, com nove gols, fez o quarto aos 15.
Com o triunfo, o Vitória segue em 16º, mas chegou aos 42 pontos, jogando assim a responsabilidade para cima do Internacional, 17º, que tem 39 pontos. Se quiser sair da zona de rebaixamento, o Colorado terá que vencer fora de casa o Corinthians, nesta segunda-feira, 21, às 19h (horário da Bahia), por nada menos que cinco gols de diferença.
Na próxima rodada, a penúltima da Série A, o Leão encara o Coritiba, fora de casa, na segunda-feira, às 19h (horário da Bahia). O Rubro-Negro chegará na partida já sabendo qual resultado precisa, já que o Internacional joga no domingo, contra o Cruzeiro, em Porto Alegre.
O jogo
O Vitória propôs ao Figueirense um jogo franco: buscou o tempo todo o ataque, arriscando com isso a sua defesa. Principalmente porque, nos primeiros segundos de jogo, o Leão teve que mudar a sua zaga. Numa cabeçada, José Welison caiu de mau jeito no gramado, quebrou a clavícula e deve ficar fora do time até o final da Série A. Euller entrou no seu lugar, e Diego Renan foi atuar pela direita.
A primeira chance do Rubro-Negro saiu logo aos sete minutos, quando, após cobrança de escanteio, a bola sobrou para Kieza, que cabeceou na trave. A equipe de Argel Fucks continuou superior até os 22, quando abriu o placar. Após outra cobrança de escanteio, a bola sobrou na entrada da área para Willian Farias; o capitão soltou uma bomba, no meio do gol, mas sem qualquer chance de defesa para Gatito. Um golaço.
Virtualmente rebaixado, o Figueira buscou o empate sempre pelo lado direito do Leão, vulnerável por conta do péssimo dia de Diego Renan na marcação. Aos 23, Lins recebeu por ali, tirou o lateral no drible, cortou também Kanu e chutou; Fernando Miguel pegou. Aos 31, Ayrton cruzou da direita, Diego Renan afastou mal e a bola sobrou na área para Lins, que chutou para fora.
Aos 40, veio a chance mais clara do Vitória ampliar: Kieza foi lançado em contra-ataque pela esquerda, disparou para o ataque e cruzou; a bola desviou na zaga e foi no travessão. No rebote, Marinho cabeceou por cima do gol, que estava sem goleiro.
Se o Rubro-Negro não conseguiu ampliar no 1º tempo, chegou ao segundo gol logo no início da etapa final. Com menos de um minuto, Diego Renan cruzou da direita, Werley afastou mal e a bola sobrou para Zé Love, que encheu o pé para mandar no canto de Gatito.
Já tranquilo no jogo, o Vitória passou a buscar uma goleada. O terceiro gol veio aos 11, após uma jogada muito bem trabalhada pelo trio de ataque: Zé Love recebeu na esquerda, tocou no meio, para Marinho, que enfiou para Kieza na direita, dentro da área. De cara com Gatito, K-9, enfim, acabou com o seu jejum de gols. O atacante estava há sete jogos sem marcar.
Faltava o gol do craque do Leão. Marinho até então fazia partida discreta – comparando-se, claro, às atuações que teve nos últimos três jogos. Mas, aos 15, deixou o dele. Após bela jogada de Zé Love, o camisa 7 recebeu na ponta direita da área e, com sua jogada tradicional, cortou para o meio e chutou com efeito no ângulo de Gatito. Outro golaço do Vitória, para lavar a alma.
Nos 30 minutos finais, a equipe de Argel Fucks só fez administrar. Tirou Marinho, que está pendurado com dois amarelos, e chegou perto do quinto gol com Cárdenas, cobrando falta rasteira na trave aos 36 minutos.
Vitória 4 x 0 Figueirense - 36ª rodada a Série A 2016
Local: Barradão, em Salvador (BA)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (ambos SP)
Gols: Willian Farias, aos 22 minutos do 1º tempo; Zé Love, aos 1, Kieza, aos 11, e Marinho, aos 15 minutos do 2º tempo
Vitória: Fernando Miguel; José Welison (Euller), Kanu, Victor Ramos e Diego Renan; Marcelo, Willian Farias e Cárdenas; Marinho (Tiago Real), Zé Love (David) e Kieza. Técnico: Argel Fucks
Figueirense: Gatito Fernández; Ayrton, Bruno Alves, Werley e Marquinhos Pedroso; Josa, Jackson Caucaia (Yago) e Bady (Renato); Lins, Everton Santos (Rafael Silva) e Rafael Moura. Técnico: Marquinhos Santos
Público: 23.507 pessoas
Renda: R$ 202.988,00
Fonte: atarde
Share on Google Plus

About Ana Lúcia Leal da Silva

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.