BAHIA FAZ MAIS UMA PARTIDA DE MALTRATAR O CORAÇÃO DO TORCEDOR E EVITA A DERROTA COM GOL DE EMPATE AOS 48 MINUTOS DO SEGUNDO TEMPO; VEJA COMO FICA A SITUAÇÃO PARA OS DOIS ÚLTIMOS JOGOS


Mais uma vez, o Bahia escapou de um resultado ruim no apagar das luzes. Desta vez contra o Luverdense, o Tricolor marcou no último minuto, evitou uma derrota e arrancou um empate de 2 a 2.

Edigar Junio marcou os dois gols do time baiano. Jean Patrick e Diogo Sodré marcaram para a equipe mato-grossense, que jogou quase todo o segundo tempo com um homem a menos, após uma expulsão.

Com o resultado, o Esquadrão foi aos 60 pontos, se manteve no G-4, mas caiu para a quarta colocação, a três pontos do Náutico, quinto colocado. Com a briga pelo acesso ainda aberta, os comandados de Guto Ferreira voltam a campo no próximo sábado (19), diante do Bragantino, em uma Arena Fonte Nova lotada.

O JOGO

O Bahia entrou na partida com um time defensivo, com três volantes no meio campo. A estratégia do técnico Guto Ferreira não deu certo.

O Tricolor cedeu muitos espaços. Logo aos cinco minutos, Jean Patrick cobrou falta, a bola passou por Muriel e saiu na linha de fundo com muito perigo.

Sem muita criação, o time baiano viu o Luverdense crescer e chegar ao gol aos 33. Rafael Silva fez jogada individual na área e chutou no canto. Muriel defendeu, mas deu rebote para Jean Patrick completar para as redes sem marcação.

Dois minutos depois, os donos da casa quase aumentam. Sergio Mota fez boa jogada, invadiu a área e chutou cruzado, mas a bola foi desviada pela zaga.

Foi aí que Guto Ferreira abriu mão do esquema tático e fez a primeira alteração já no final da primeira etapa. Misael entrou no lugar de Feijão.

Mas, o time baiano voltou com outra postura no segundo tempo e empatou a partida logo aos dois minutos. Misael fez boa jogada, tocou para Edigar Junio na direita e o atacante chutou cruzado no canto sem chances para o goleiro.

Um minuto depois, o Bahia ficou em vantagem numérica. Jean Patrick agrediu Hernane e foi expulso de campo.

Aos 11, Edigar Junio quase virou. Após contra ataque, a bola chegou no atacante, que tentou mais um chute cruzado e desta vez tirou tinta da trave.

Já aos 16, foi a vez de Misael assustar. O atacante recebeu dentro da área, chutou de esquerda e Diogo Silva espalmou para evitar.

Mas, o inesperado aconteceu. Aos 28 minutos, Paulinho chutou forte de fora da área e Muriel espalmou para frente. Diogo Sodré aproveitou o rebote e pegou de primeira para estufar a rede e colocar o Luverdense de novo na frente.

Porém, mais uma vez o Tricolor conseguiu marcar no apagar das luzes. Após bola cruzada na área, Edigar Junio empurrou para as redes e evitou a derrota.

Luverdense 2 x 2 Bahia
Brasileirão Série B - 36ª rodada

Local: Passo das Emas, Lucas do Rio Verde (MT)
Data e Horário: 12/11/2016 às 18h30 (horário de Salvador)
Arbitragem: Luiz Flavio de Oliveira (FIFA/SP), auxiliado por Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP) e Herman Brumel Vani (SP)
Cartões amarelos: Tiago, Hernane (BAH); Paulinho (LUV)
Cartões vermelhos: Jean Patrick (LUV)
Gols: Jean Patrick, Diogo Sodré (LUV); Edigar Junio-2 (BAH)

Luverdense
Diogo Silva; Raul Prata, Everton, Gabriel Valongo e Paulinho; Jean Patrick, Ricardo, Sergio Mota (Diogo Sodré) e Douglas Baggio; Rafael Silva (Raphael Macena) e Alfredo (Tozin). Técnico: Júnior Rocha.

Bahia
Muriel; Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca e Moisés; Feijão (Misael), Renê Júnior (Victor Rangel), Luiz Antônio e Régis (Renato Cajá); Hernane e Edigar Junio. Técnico: Guto Ferreira.

Como fica a situação para estes últimos dois jogos:

Mais uma rodada do Campeonato Brasileiro que foi embora. Agora faltam apenas 2 para acabar o torneio, como também encerrar toda essa agonia para o torcedor do Bahia. A 36ª rodada trouxe 2 resultados surpreendentes, ambos importantes para o Bahia. O primeiro foi na sexta-feira quando o CRB deu adeus a qualquer sonho de acesso ao perder no Rei Pelé para o Paysandu por 1 x 0. A surpresa foi o Náutico do técnico Givanildo de Oliveira que levou uma cacetada enorme do Avaí ao perder por 3 x 0. Resultado normal, anormal foi o tamanho do placar, ainda assim o TIMBU nutre esperanças de classificação, mas não depende de si, e sim de tropeços do Bahia fato que dificilmente acontecerá. 

Destaque da rodada é claro, o titulo conquistado pelo Atlético-GO que mesmo sem dinheiro no bolso ou amigos importante e sem o domínio do idioma francês fez uma campanha simplesmente fantástica. Sem tropeços, sem susto ou incerteza. 36 rodadas. 35 no G4 e única não figurou foi a primeira, pelo saldo de gols.

Veja a classificação e tabela atualizada:
CRB 0 x 1 Paysandu
Goiás 3 x 2 Joinville
Avaí 3 x 0 Náutico
Bragantino 1 x 2 Vasco da Gama
Brasil de Pelotas-RS 1 x 1 Oeste
Paraná-PR 1 x 2 Criciúma-SC
Ceará-CE 3 x 2 Vila Nova-GO
Sampaio Corrêa-MA 1 x 3 Londrina-PR
Atlético-GO 5 x 3 Tupi-MG
Luverdense-MT 2 x 2 Bahia

Share on Google Plus

About Marcinho do Saiunoblog

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.