DUELO ENTRE BAHIA E OESTE TERÁ ADVERSÁRIO EM MÁ FASE E CAMPO NEUTRO



Reta final de campeonato e restam apenas quatro jogos para o Bahia fora de Salvador. Quatro oportunidades para vencer fora de casa, algo absolutamente raro para o tricolor nesta Série B. No entanto, o próximo compromisso diante do Oeste, sábado, às 15h20, na Arena Barueri, contém indícios que favorecem o time de Guto Ferreira.

Durante toda a competição, o Bahia sofreu enquanto visitante. Não à toa, tem a quarta pior campanha no quesito. Foram apenas dois triunfos, contra Goiás (2x0), no Serra Dourada, e Avaí (3x0), na Ressacada, e cinco empates, além de oito derrotas. Foram apenas 11 pontos conquistados em 15 jogos, o que corresponde a um aproveitamento de 24,4%.

As possibilidades do tricolor vencer o Oeste crescem quando analisam-se os números e o histórico recente do time paulista. A equipe comandada por Fernando Diniz, em 16º lugar, há dez jogos sem vencer e com a segunda pior campanha como mandante, melhor apenas que o Joinville. Foram quatro vitórias, sete empates e quatro derrotas em 15 jogos. Ou seja, 19 pontos conquistados em casa dos 45 disputados, aproveitamento de 42,2%.

0ª rodada. Este último, por sinal, com grande presença da torcida visitante.

E é justamente isso que a diretoria do Bahia espera que aconteça no sábado. A torcida tricolor, sempre presente nos jogos do clube em São Paulo, está separada de Barueri por apenas 25 km.

O Esquadrão precisa vencer para ter chance de entrar no G4. Está em 5º lugar com 49 pontos, dois a menos que Náutico (3º) e Avaí (4º). O time catarinense joga hoje, às 18h15, contra o Vila Nova, em Goiânia. O Náutico visita o Luverdense, sexta.

Sonho de menino 
O elenco se reapresentou ontem, no Fazendão, após dois dias de folga no fim de semana. Escolhido pelo clube para dar entrevista, Wesley Natã contou estar vivendo o melhor momento da curta carreira. O atacante, 21 anos, marcou seus dois primeiros gols como jogador profissional com a camisa do Bahia e está curtindo a fase de artilheiro.

“Momento que todo menino busca, né? O sonho de todo menino é chegar no profissional, atuar bem, fazer gols... Quando comecei não foi diferente. Saí pequeno de casa, com 10 anos. Para mim foi uma conquista. Quero aproveitar esse momento para ajudar a equipe, sempre com os pés no chão para ajudar”, afirmou o jogador.

Wesley Natã fez um na goleada por 4x0 contra o Tupi-MG, no dia 9, e garantiu o triunfo por 1x0 contra o Brasil de Pelotas. Agora ele convoca os tricolores de São Paulo. “A torcida é fantástica e qualquer apoio será importante, pois a gente precisa. Jogando fora de casa será importante”, convocou Wesley Natã.

Fonte: correio24horas
Share on Google Plus

About Ana Lúcia Leal da Silva

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.